férias igual caviar

férias

amigas têm observado no meu comportamento sinais de sanidade. a dor mencionada pela necessidade de afastamento de algo importante, listamento as dívidas, preocupação com o futuro… tudo isso parece ser sanidade. mas de verdade me sinto doente. e ao listar o que devo ao mundo inevitavelmente listei do que sou credora.

47 anos e meio e nunca tive férias. igual como o pagode, “nunca vi, nem comi, eu só ouço falar”. nunca nem ousei sonhar com uma viagem de férias. porque qualquer viagem me parece divertida, mesmo que seja a trabalho ou ativismo ou fugindo. mas viagem de férias, planejada, para exclusivamente passear, com algum dinheiro no bolso, NUNCA.

como é possível viver assim? como é possível chamar isso de vida? sem descanso, sem folga, sem respiro, sem ar?

de novo me encontro embretada pela vida, precisando de um novo trabalho, recomeçar (sem nenhum recurso para isso) e só querendo/precisando de férias.

a imagem desse post é meramente ilustrativa do meu desejo. não estou vendo lá no fim do túnel uma praia. isso é o mais puro delírio.

e ainda me falam em sanidade mental…

Sobre Niara de Oliveira

ardida como pimenta com limão! marginal, chaaaaaaata, comunista, libertária, biscate feminista, amante do cinema, "meio intelectual meio de esquerda", xavante, mãe do Calvin, gaúcha de Satolep, avulsa no mundo. Ver todos os artigos de Niara de Oliveira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: