Transformatórios sociais

UM OUTRO MUNDO É AQUI!
.
Relato do Fórum Social Expandido da Periferias que aconteceu no Loteamento Dunas, em Pelotas e que contou com a participação de periferias de cidades como Belém, Paris, Ivry, Roma, Rosário, Medelin e Barcelona, via internet
.
A terceira edição do Fórum Social Expandido das Periferias foi, para mim, uma experiência ímpar. Teria sido para qualquer ativista social. Ver periferias de várias cidades do mundo linkadas através da internet, socializando experiências de como reverter a exclusão social imposta pelo capitalismo, foi gratificante. Mais até do que minha participação na primeira edição do Fórum Social Mundial, quando vi nascer a esperança da possibilidade de construção de um mundo novo. Principalmente por ser o Fórum das Periferias uma organização anárquica dentro do próprio FSM, que hoje parece esgotado em sua proposta inicial.

Comitê Desenvolvimento do Dunas - CDD

O FSP 2010 aconteceu entre os dias 3 e 6 de fevereiro, no Loteamento Dunas em Pelotas, região sul do estado do Rio Grande do Sul, Brasil, Terra. Neste local, um dos mais pobres e violentos da periferia pelotense, são desenvolvidos projetos sociais baseados na organização comunitária. Aqui, a Uniperiferia (Universidade da Periferia) e a ONG Amiz trabalham em conjunto para dar novas perspectivas de vida aos moradores no Comitê de Desenvolvimento do Dunas (CDD). Entre os projetos desenvolvidos está o Casa Brasil, projeto interministerial do governo federal que agrega elementos do Pontos de Cultura e Inclusão Digital. Saliento que o Dunas é uma das melhores experiências do Casa Brasil, e foi ele que proporcionou, através de equipamentos e treinamento de pessoal, a apropriação da tecnologia necessária à realização deste fórum.

auditório do CDD - local dos debates presenciais

Ou seja, o investimento público feito por um projeto governamental e administrado corretamente por uma comunidade organizada, está resultando hoje em benefícios locais e também numa organização que pretende ser global, para beneficiar outras comunidades que ainda vivem na mais completa exclusão. É a gLOCALização em contraponto à globalização, combatendo o capitalismo e produzindo inclusão social.

interconexões: enquanto Betinho, da ong AMIZ fala no debate presencial, David Gabriel (no telão) acompanha de Paris, via Ustream

Durante quatro dias, os quatro eixos de discussão do FSP 2010 foram Cultura e Arte Transformadora, Ambiência e Urbanismo, Segurança e Proteção, e Comunicação e Informação. Estiveram linkadas ao FSP (via plataforma OpenFSM, através das ferramentas Ustream e Skype) nas discussões, periferias das cidades de Uruguaiana, Belém, Medelin, Rosário, Roma, Barcelona, Paris e Ivry.

creche para os filhos dos participantes locais

A palavra que traduz essa edição do Fórum das Periferias é “transformatórios”, que traz em si a ideia de alterar o caráter passivo dos muitos observatórios sociais para transformatórios das realidades já estudadas e observadas. Conheça, no OpenFSM/FSP2010, as resoluções e encaminhamentos aos quatro eixos de discussão do FSP 2010, já chamados de transformatórios. É possível assistir a cada um dos debates, além de entrevistas e depoimentos extras. Quem quiser contribuir na discussão em cada um dos temas, o espaço está aberto. Nada mais natural que transformatórios sociais estejam em constante transformação.

Discussão sobre arte transformadora, coordenada por Dan Baron (esquerda)

Num outro momento apresentarei aqui a experiência da comunidade do Loteamento Dunas, em Pelotas, e porque é este lugar que sedia o debate presencial do Fórum Social Expandido das Periferias.

.
NOTA: A entrevista com Dan Baron, arte educador e presidente da IDEA, sobre arte transformadora está sendo transcrita e estou fazendo perguntas complementares por e-mail. A gravação além de longa não ficou boa. Prometo para breve. Questões enviadas via Twitter por @carlosemilio e @qriz fazem parte da entrevista.
.
Anúncios

Sobre Niara de Oliveira

ardida como pimenta com limão! marginal, chaaaaaaata, comunista, libertária, biscate feminista, amante do cinema, "meio intelectual meio de esquerda", xavante, mãe do Calvin, gaúcha de Satolep, avulsa no mundo. Ver todos os artigos de Niara de Oliveira

3 respostas para “Transformatórios sociais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: