Família de Jean Charles irá receber indenização baixa por ser pobre, diz jornal Daily Mail

Do UOL Notícias
(EFE e Daily Mail)

Os parentes de Jean Charles de Menezes, o jovem brasileiro morto por disparos da polícia de Londres em 2005 ao ser confundido com um terrorista, receberão uma indenização muito baixa por ser uma família de poucos recursos, segundo o jornal britânico “Daily Mail”. A familia do brasileiro e a Scotland Yard anunciaram um acordo em comunicado divulgado nesta segunda-feira (23), mas não revelaram os valores. O comunicado afirma que os parentes de Jean Charles estão “satisfeitos” com o acordo, que “lhes permite deixar para trás esses acontecimentos e seguir adiante com suas vidas”.

Segundo o “Daily Mail”, a família de Jean Charles e a polícia chegaram a um acordo pelo qual os Menezes irão receber 100.000 libras (cerca de R$ 288.000). A compensação será baixa porque se considerou que a família não receberia uma importante ajuda econômica do jovem, caso ele ainda estivesse vivo. Além disso, a quantidade seria mais alta se Menezes fosse casado e com filhos ou procedesse de uma familia estabelecida.

Essa indenização, diz o “Daily Mail”, contrasta com as 400.000 libras (cerca de R$ 1.105.000) que cobrou o ex-chefe da polícia metropolitana londrina, Ian Blair, responsável por essa força policial na época da morte de Jean Charles, quando abandonou seu posto em 2008.

O valor também é inferior ao que a polícia pagou há 23 anos para um homem inocente que foi agredido por policiais em circunstâncias semelhantes. Os pais de Stephen Lawrence receberam 300.000 libras (cerca de R$ 836.000) como indenização pelo erro da polícia, que deixou seus assassinos livres. Em outro caso, Colin Stagg recebeu 706.000 libras (cerca de R$ 2.031.000) como compensação por ter sido erroneamente considerado suspeito de assassinato.

Parentes e amigos lembram morte de Jean Charles junto a memorial fora da estação Stockwell

Os advogados da família Menezes haviam sugerido uma indenização de cerca de 300.000 libras. A família recebeu 15.000 libras (cerca de R$ 43.150) pelo transporte do corpo de Jean Charles ao Brasil e seu funeral.

Jean Charles morreu em 22 de julho de 2005 em uma estação do metrô de Stockwell, sul de Londres, quando agentes da Scotland Yard o seguiram ao confundí-lo com um terrorista suicida e atiraram nele em um vagão de trem na presença de outros passageiros.

O fato aconteceu no dia seguinte aos atentados fracassados contra a rede de transporte de Londres e duas semanas depois dos ataques contra a capital do Reino Unido, em que 56 pessoas morreram, quatro delas por terroristas suicidas.

Nota: O portal G1 informa que a mãe de Jean Charles, Maria Otone de Menezes, disse nesta segunda-feira (23) ainda não ter sido informada sobre o acordo com a polícia londrina. O acordo teria sido negociado na semana passada.

Anúncios

Sobre Niara de Oliveira

ardida como pimenta com limão! marginal, chaaaaaaata, comunista, libertária, biscate feminista, amante do cinema, "meio intelectual meio de esquerda", xavante, mãe do Calvin, gaúcha de Satolep, avulsa no mundo. Ver todos os artigos de Niara de Oliveira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: