A primeira noite do resto da minha vida foi muito boa

.
O “arremesso” coletivo do livro Blog Amigos de Pelotas e sessão de autógrafos, na noite de sábado, 7, estava bem interessante. Meus convidados não foram. Talvez não tenham percebido/entendido o quanto era importante para mim e, talvez não tenham ainda se dado conta de que o livro é muito bom. A história dos primeiros meses de vida do primeiro jornal em tempo real da cidade traz crônicas excelentes — bem escritas –, todas apontando na mesma direção: uma Pelotas diferente desta que temos, melhor mãe para seus filhos.

Esse segundo entendimento, meus convidados ainda podem alcançar e redimirem-se diante do erro inicial de avaliação. Já o primeiro não será possível. Só quem me viu, sentiu minha energia, sabe o quanto foi especial para mim. Mais: Só quem dividiu comigo aquele momento sabe que é bom o mundo estar preparado dessa vez. Até então não esteve. Mas eu também não estava preparada para um mundo ‘tão despreparado’.

Minha grande/imensa amiga e comadre Fernanda, hemiplégica, num dia chuvoso, saiu da sua casa lá no Fragata e foi até a Feira do Livro apenas para me dar seu apoio e carinho. A primeira coisa que me disse: “Tu estás ‘poderosa‘, como nos velhos tempos!” Ela é uma das poucas pessoas que acompanhou esse meu período “tumular” e soube mensurar bem a diferença. Depois do seu abraço, me senti mais forte e capaz de enfrentar qualquer coisa. E enfrentei. Até uns pequeninos dissabores perderam a importância. Teve a querida da Lizany, que mesmo já tendo contribuído muito para que eu pudesse estar lá, passou rapidinho só para me abraçar e desejar sorte. E no acaso ainda teve o Jefferson e a Raquel.

Finalmente conheci o Rubens, a Catarina e toda a equipe do blog. Todos — sem exceção — gentis e queridos, me trataram com carinho e demonstraram estar felizes em me conhecer. Apenas Rubens sabia mais detalhes sobre o meu estado de espírito, e entendeu e respeitou minha ausência em todos os outros eventos anteriores do AP.

Percebi uma real admiração pelo meu trabalho e isso, sim, fez toda a diferença. Como ninguém sabia o tamanho da minha vitória em estar ali, não fui tratada com demais cuidados. Os gurizes do AP são perfeitos cavalheiros.

Infelizmente — ou felizmente — não houve registro desse momento. Odeio fotos minhas e nem precisei me esquivar das câmeras. Elas não me acharam nem por acaso. Oba!

Quem foi, viu e soube. É o suficiente para mim. Não perderei mais tempo lamentando pelos que não foram ou pelo que não aconteceu, ou ainda pelo que deveria ter acontecido antes. Estou festejando, ainda, a primeira noite do resto da minha vida. E esse ‘resto’ vai ser especial. Aguardem-me!

Anúncios

Sobre Niara de Oliveira

ardida como pimenta com limão! marginal, chaaaaaaata, comunista, libertária, biscate feminista, amante do cinema, "meio intelectual meio de esquerda", xavante, mãe do Calvin, gaúcha de Satolep, avulsa no mundo. Ver todos os artigos de Niara de Oliveira

5 respostas para “A primeira noite do resto da minha vida foi muito boa

  • Fernanda Ávila

    Comadre,segredinho: Jefferson e Raquel não foram acaso,encontrei com eles na saída. Quando falei o que tava acontecendo ali e onde estavas, foram de pronto, cheios de carinho presenciar o “momento histórico”. Eu, uma “faladora”oficial, fico assim sem palavras frente às tuas grandezas.Mesmo que não me acreditem, eu sei que são muitas.Não haveria encéfalo avariado que me impedisse de estar ali contigo, de volta à vida e brilhante como sempre foi a minha “Melhor Amiga”.Um primeiro dia de muitos que quero presenciar. Sabes o quanto te admirar e gostar me fez ter um padrão a me exigir pela vida.Oferecer minha dignidade à condição feminina,exigir minha legitimidade respeitada, dar uma “porrada” vez em quando. Eu, que sou toda dada às florezinhas,aprendi na nossa convivência também a resistir,parece que tô me saindo bem…não tenho palavras para falar mais do tamanho que tens na minha vida. Mando Sócrates e Aristóteles longe quando falam de amizade, eles não conhece a nossa, então não conhecem seu estágio máximo. Obrigada,muito sucesso e todo o amor que mereces à tua volta.

  • Mayroses

    Oi, Niara,

    fiquei muito feliz ao ver seu blog no ar. Devo dizer que já vi os primeiros textos e que me deixaram emocionada. Embora ainda saiba pouco sobre vc, posso afirmar que já percebi que vc é do mundo das pessoas de coragem e beleza. Beijos grandes e boa sorte. Estarei sempre por aqui, viu!….rs 😉

  • Lizany

    Niara: Peço licença para discordar. A minha única e real contribuição foi apenas te avisar que o Rubens, em sua chegada em Pelotas, procurava jornalistas voluntários para o blog. O resto todo foi com teu talento e competência. bjus. Ly

  • Um ano de vida!!! « Pimenta com Limão

    […] no ar com esses três posts: “Meu blog pessoal“, “O antes…” e “A primeira noite do resto da minha vida foi muito boa“. Para quem achava que não conseguia falar de si, acho que estou me saindo bem. Hoje […]

  • E lá se vão dois anos… « Pimenta com Limão

    […] conto nesses três primeiros posts a história toda: “Meu blog pessoal“, “O antes…” e “A primeira noite do resto da minha vida foi muito boa“. Quando escrevi esses textos não pensava em ficar tanto tempo no ar e muito menos passar das […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: