Turbilhão

Tomara que este turbilhão arranque as palavras da minha mente tal e qual o vento faz com as folhas da cabeça do menino na arte do Thiago Caleffi

Muitos textos para escrever e este maldito bloqueio que me persegue há mais de quinze dias. Mas antes que o mês de maio acabe decidi furar o tal bloqueio na marra. Aproveito e já vou prevenindo meus leitores — apesar desse longo tempo ausente eles se mantém fiéis e persistentes — que tem pelo menos três imensos desabafos na fila dos textos a serem concluídos e postados, afora a retomada das campanhas. Senta, que lá vem história.
Um turbilhão de textos se chocando contra o bloqueio, recriando aquela velha máxima da água mole em pedra dura… Tomara!
.

About these ads

Sobre Niara de Oliveira

Ardida como pimenta com limão! Jornalista marginal, chaaaaaaata, comunista, libertária, biscate feminista, amante do cinema, "meio intelectual meio de esquerda", xavante, mãe do Calvin, gaúcha de Satolep, avulsa no mundo. Ver todos os artigos de Niara de Oliveira

2 respostas para “Turbilhão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 108 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: